Guia de Cursos

Queres conhecer a oferta de cursos da NOVA, nas áreas das licenciaturas, mestrados e doutoramentos?
No nosso Guia de Cursos encontras informação útil sobre Faculdades, Institutos e Escolas.
Podes ainda aceder a informações complementares necessárias a uma completa integração.

saber mais Guia de Cursos

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Temas de Literatura em Português

Código

722091126

Unidade Orgânica

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Departamento

Estudos Portugueses

Créditos

10

Professor responsável

Teresa Araújo

Horas semanais

3 letivas + 1 tutorial

Língua de ensino

Português

Objectivos

1) Aperfeiçoar a leitura e as técnicas de aproximação ao texto literário.
2) Abordar o objeto aplicando com proficiência os instrumentos teóricos e metodológicos adequados.
3) Conhecer aspetos específicos das literaturas em língua portuguesa (os seus traços comuns e suas diferenças) no quadro das conexões existentes entre as literaturas universais.
4) Rever o contributo das literaturas em português para a literatura mundo.
5) Refletir sobre a diferenciação linguística do português no âmbito da criação literária.
6) Compreender as implicações subjacentes ao conceito de literatura em português.
7) Adquirir formação adequada ao desenvolvimento da investigação e à produção de conhecimento no domínio das literaturas em português.


Pré-requisitos

Não tem.

Conteúdo

O programa incide sobre o fenómeno da reinvenção literária enquanto constituinte da criação da própria literatura. Debruça-se sobre as práticas (re)criadoras da fábula de tradição clássica desenvolvidas em português até aos finais do século XIX no contexto de outras literaturas europeias. Para o efeito, considera os fabulários portugueses e brasileiros, bem como a (re)invenção de autores canónicos, como Sá de Miranda, Francisco Manuel de Melo, Bocage e Almeida Garrett, entre outros. Relaciona as práticas criativas com as poéticas epocais e aprofunda as metamorfoses axiológicas dos temas fabulísticos. Analisa criticamente a moldura retórica e/ou poética do esquema de renovação dos temas e a autorreflexividade que a acompanhou. Termina refletindo sobre a finalidade da persistente reinvenção literária e abrindo novas pistas de estudo.

Bibliografia

Almeida, Vieira e Cascudo, Luís da Câmara (eds) (1961): Grande fabulário de Portugal, do Ultramar Português e do Brasil, 2 vols, Lisboa, Fólio.
Blackham, H. J. (1985): The Fable as Literature, London and Dover, New Hampshire, The Athlone Press.
Boivin, Jeanne-Marie, Cerquiligni-Toulet, Jacqueline, Harf-Lancner, Laurence (orgs.) (2011): Les fables avant La Fontaine, Genève, Droz.
\"Catálogo\" in A Fábula na literatura portuguesa: catálogo e história crítica, www.memoriamedia.net/fabula.
Dandrey, Patrick (2012): La fabrique des Fables, Paris, Klincksieck.
Pereira, Luciano (2007): A fábula em Portugal. Contributos para a história e caracterização da fábula literária, Porto, Profedições.
Perry, Ben Edwin (1965): Babrius and Phaedrus Fables, Cambridge, Massachusetts-London, Harvard University Press, Loeb Classical Library.
Thomas, Noel (1975): Theories of the Fable in the Eighteenth Century. Nova Iorque-Londres. Columbia University Press

Método de ensino

A leccionação do Programa assenta, por um lado, em estratégias expositivas baseadas nos contributos teóricos e críticos sobre o género, a aplicação criativa da fábula e sobre a autorreflexividade que acompanhou em boa medida a prática criativa. Contudo, o desenvolvimento programático assenta igualmente na participação dos alunos incentivada pelo provimento ou indicação de textos de natureza conceptual e literária a comentar e debater nas aulas e planificada através de uma calendarização de apresentações e discussão de trabalhos pelos estudantes sob acompanhamento tutorial.

Método de avaliação

A avaliação final dos alunos baseia-se na sua participação, bem como na preparação, apresentação escrita e oral de um trabalho de investigação e respetiva discussão.

Cursos