Guia de Cursos

Queres conhecer a oferta de cursos da NOVA, nas áreas das licenciaturas, mestrados e doutoramentos?
No nosso Guia de Cursos encontras informação útil sobre Faculdades, Institutos e Escolas.
Podes ainda aceder a informações complementares necessárias a uma completa integração.

saber mais Guia de Cursos

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Ontologia - 1. semestre

Código

711031064

Unidade Orgânica

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Departamento

Filosofia

Créditos

6

Professor responsável

Mário Jorge Carvalho

Horas semanais

4

Língua de ensino

Português

Objectivos

Adquirir:
a) a compreensão básica do sentido e da especificidade da Ontologia como componente fundamental da tradição filosófica e domínio de investigação “vivo”;
b) a compreensão básica da pertinência da Ontologia como saber em falta (zêtoumenê epistêmê); c) a compreensão básica da articulação entre a Ontologia e as demais disciplinas filosóficas; d) a compreensão básica da articulação entre a Ontologia e as disciplinas científicas; e) a compreensão básica da multiplicidade de abordagens desenvolvidas na tentativa de dar resposta aos problemas da Ontologia;
f) a compreensão básica do problema da eventual impossibilidade da constituição da Ontologia como ciência;
g) a compreensão básica dos principais conceitos desenvolvidos no âmbito da Ontologia;
h) a capacidade básica de analisar, comparar, criticar e usar esses conceitos de forma autónoma; i) a capacidade básica de interpretar e discutir autonomamente concepções ou teses no domínio da Ontologia

Pré-requisitos

Não aplicável.

Conteúdo

A questão da ciência procurada
Como é que o acesso habitualmente disponível deixa margem para saberes em falta – e designadamente para aqueles que correspondem às disciplinas científicas? E como é que a própria constituição das disciplinas científicas deixa margem para saberes em falta – e designadamente para um saber relativo a toda a realidade enquanto tal?
Que cabimento tem a Ontologia, enquanto “ciência procurada” (zêtoumenê epistêmê)? A que é que corresponde?
O propósito do curso é analisar este complexo de questões.
Toma-se como ponto de partida dois momentos fundamentais do Corpus Aristotelicum: Metaphyca I e IV.

Bibliografia

Aristotle’s Metaphysics, ed. W. D. Ross. Oxford, Clarendon Press, 1924, 2 vols.
Aristotle in Twenty Three Volumes. Cambridge (Mass.)/London, Harvard University Press/W. Heinemann (Loeb Classical Library), suc. reed.
Métaphysique, ed. J. Tricot, Paris, 1966, 2 vols. suc. reed.
La Metafisica, ed. G. Reale. Napoli, Loffredo, 1968, 2 vols.
Metafísica, ed. T.C. Martínez. Madrid, Gredos, 1994, Barcelona, RBA, 2000
Uma bibliografia mais completa será fornecida no início do curso

Método de ensino

Curso de natureza teórico-prática.
A metodologia usada combina
a) o exame teórico de problemas e conceitos
b) uma aturada análise e comentário dos textos em causa (que presta especial atenção ao nexo entre eles e os problemas e conceitos focados, mas também a questões de interpretação etc.)
c) a discussão de concepções alternativas, de objecções, contra-exemplos, etc.
O programa está concebido para proporcionar aos estudantes a experiência de trabalharem, se assim se pode dizer, no “laboratório” do pensamento filosófico. Dá-se especial importância ao horário de atendimento, que pode ser usado para discutir problemas, objecções, matérias afins, etc.

Método de avaliação

Avaliação individual. Exame final escrito obrigatório. Cada aluno deve apresentar um trabalho escrito e discuti-lo com o professor. O trabalho escrito tem um peso de 1/3 na classificação final.

Cursos