Guia de Cursos

Queres conhecer a oferta de cursos da NOVA, nas áreas das licenciaturas, mestrados e doutoramentos?
No nosso Guia de Cursos encontras informação útil sobre Faculdades, Institutos e Escolas.
Podes ainda aceder a informações complementares necessárias a uma completa integração.

saber mais Guia de Cursos

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Temas de Ontologia - 2. semestre

Código

711031077

Unidade Orgânica

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Departamento

Filosofia

Créditos

6

Professor responsável

António de Castro Caeiro

Horas semanais

4

Língua de ensino

Português

Objectivos

a) Adquirir um conhecimento básico da multiplicidade de correntes desenvolvidas na filosofia contemporânea;
b) Adquirir um conhecimento básico dos principais “conflitos” metodológicos e doutrinais da filosofia contemporânea, na sua articulação com os problemas filosóficos com que se prendem;
c) Adquirir um conhecimento básico dos nexos (de influência, oposição, estimulação, etc.) que ligam as diferentes concepções metodológicas e doutrinais desenvolvidas na filosofia contemporânea;
d) Adquirir um conhecimento básico das ligações e das fracturas que marcam a relação entre a filosofia contemporânea e as épocas precedentes;
e) Adquirir a capacidade básica de encarar os desenvolvimentos da filosofia contemporânea numa óptica simultaneamente livre do praejudicium antiquitatis e do praejudicium novitatis;
f) Adquirir uma compreensão básica das relações entre as principais linhas de desenvolvimento da filosofia contemporânea e a evolução das ciências e da cultura na época;

Pré-requisitos

Não aplicável.

Conteúdo

Ontologia e disposições fundamentais: o ponto de vista de Heidegger em \"Sein und Zeit\" e em \"Die Grundbegriffe der Metaphysik. Welt - Endlichkeit - Einsamkeit\".
A relação com os Problemata XXX,I, de Pseudo-Aristóteles.
A origem do problema na Introdução ao \"Conceito de Angústia\", de Kierkegaard. Disposições e conceitos; disposições fundamentais e metafísica. A melancolia como disposição fundamental primária.
Estudo da noção de melancolia desde o corpus hippocraticum até à compreensão pós-moderna.

Bibliografia

BURTON, R. (2000). Anatomy of Melancholy (1628). New York: New York Review Books.
DANDREY, P. (ed.) (2005). Anthologie de l´Humeur Noir. Paris: Le Promeneur (Gallimard).
DOLFI, A. (ed.), (1991), Malinconia, Malattia Malinconica e Letteratura Moderna. Roma: Bulzoni.
HEIDEGGER, M., (2001), Sein und Zeit. Tübingen: Niemeyer.
HEIDEGGER, M. (1983). Die Grundbegriffe der Metaphysik. Welt - Endlichkeit - Einsamkeit. Frankfurt a.M.: Klostermann.
HERSANT, Y. (ed.), (2005), Mélancolies. Paris: Laffont.
KIERKEGAARD, (1980). The Concept of Anxiety. New Jersey: Princeton University Press.
KLIBANSKY, R., SAXL, F., PANOFSKY, E. (1964). Saturn and Melancholy, London: Nelson.
PIGEAUD, J. (ed.). (2006). Aristote. L´Homme de Génie et la Mélancolie. Paris: Payot & Rivage.
PIGEAUD, J. (2008). Melancholia. Paris: Payot.
RADDEN, J. (ed.). (2000). The Nature of Melancholy. From Aristotle to Kristeva, Oxford: OUP.

Método de ensino

Curso de natureza teórico-prática. A metodologia usada combina o exame teórico dos problemas e a interpretação de textos. Análise e comentário dos textos em causa.

Método de avaliação

Avaliação: Frequência obrigatória (2/3 da classificação final) e um trabalho escrito (1/3 da classificação final)

Cursos