Guia de Cursos

Queres conhecer a oferta de cursos da NOVA, nas áreas das licenciaturas, mestrados e doutoramentos?
No nosso Guia de Cursos encontras informação útil sobre Faculdades, Institutos e Escolas.
Podes ainda aceder a informações complementares necessárias a uma completa integração.

saber mais Guia de Cursos

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Mediação dos Saberes - 1. e 2. semestre

Código

711011055

Unidade Orgânica

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Departamento

Ciências da Comunicação

Créditos

6

Professor responsável

Fernando Cascais

Horas semanais

4

Língua de ensino

Português

Objectivos

a) Adquirir conhecimento dos discursos epistemológicos, hermenêuticos, sociológicos e comunicacionais que têm por objecto a mediação entre a ciência moderna e as demais esferas do conhecimento e da actividade;
b) Compreender os debates fundamentais suscitados a propósito das ciências modernas do ponto de vista da cultura científica;
c) Compreender a problematicidade histórica e cognitiva da relação entre conhecimento científico-natural e conhecimento científico-social;
d) Compreender o âmbito e do papel das ciências da comunicação no quadro das relações entre as ciências da natureza e as ciências sociais e humanas;
e) Dominar os instrumentos teórico-práticos de comunicação da ciência;
f) Desenvolver a capacidade de raciocínio crítico mediante a aplicação dos conhecimentos adquiridos à análise de casos empíricos;
g) Desenvolver a capacidade de análise e de síntese;
h) Adquirir capacidade aprendizagem autónoma, segundo parâmetros de motivação para a qualidade.

Pré-requisitos

Não aplicável.

Conteúdo

1. Vulgarização, divulgação, cultura científica, compreensão e mediação da ciência
2. As mediações da ciência
2.1 A mediação epistemológica:
2.1.1 Doxa versus episteme
2.1.2 Continuismo e descontinuismo; ruturas e revoluções científicas
2.2. A mediação hermenêutica
2.2.1 A querela de método e a sua superação
2.2.2 A retórica na/da ciência e da sua comunicação
2.3 A mediação sociológica:
2.3.1 Progresso e especialização científica; unidade e desunidade das ciências
2.3.2 Campo científico , laboratório e cultura epistémica
2.3.3 Risco e incerteza e a sua comunicação
2.3.4 O paradigma emergente de uma ciência prudente
3. O modelo linear da Public Understanding of Science (CPC)
3.1 A CPC: conceção de ciência
3.2 A CPC: conceção de compreensão da ciência
3.3 A CPC: conceção de público da ciência
4. A crise da CPC
4.1 A crise da CPC: conceção de ciência
4.2 A crise da CPC: conceção de compreensão da ciência
4.3 A crise da CPC: conceção de públicos da ciência

Bibliografia

Cascais, António Fernando (2007), “A mediação dos saberes no pós-guerra das ciências”, Revista de Comunicação e Linguagens, nº 38 - “Mediação dos Saberes”, pp. 91-109
Cascais, António Fernando (2005), “A ciência e as suas retóricas”, Revista de Comunicação e Linguagens, nº 36 - “Comover e convencer”, pp. 129-142
Santos, Boaventura de Sousa (1999), Um discurso sobre as ciências. Porto: Edições Afrontamento
2005 - “A retórica dos resultados na comunicação da ciência”, Comunicação e Sociedade, nº 6 - “Comunicação Pública da Ciência”, pp. 135-150


Método de ensino

Exposição teórica (60%), análise textual e discussão de casos (40%).

Método de avaliação

A avaliação consiste em duas provas escritas presenciais de frequência, com a ponderação de 100% na nota final. A assiduidade não pondera na nota final. O exame é alternativo à frequência no caso de a nota final desta ser inferior a 10 e superior a 8 e comporta uma prova escrita, podendo excepcionalmente ser substituído por prova oral

Cursos