Guia de Cursos

Queres conhecer a oferta de cursos da NOVA, nas áreas das licenciaturas, mestrados e doutoramentos?
No nosso Guia de Cursos encontras informação útil sobre Faculdades, Institutos e Escolas.
Podes ainda aceder a informações complementares necessárias a uma completa integração.

saber mais Guia de Cursos

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Fotografia e Realismo nos Anos 30

Código

722061069

Unidade Orgânica

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Departamento

História da Arte

Créditos

10

Horas semanais

3 letivas + 1 tutorial

Língua de ensino

Português

Objectivos

1) Compreender as relações da pintura com a fotografia nas propostas das primeiras vanguardas do século XX, tomando como base a matéria dada nas aulas e a discussão de textos seleccionados dentro da bibliografia.
2) Explicitar o papel das técnicas da collage e da montagem no Dadaísmo e no Construtivismo, definindo os conceitos que lhes estão associados.
3) Situar as implicações da aliança da fotografia com as artes gráficas e com o “design” de exposições.
4) Adquirir um conhecimento amplo sobre as relações entre fotografia e propaganda nos Anos 30.

Pré-requisitos

Não tem.

Conteúdo

1) O real e as suas imagens entre a pintura e a fotografia. As primeiras vanguardas e a questão da representação da realidade. Os processos de “collage” e montagem no Dadaísmo e Construtivismo. O poder das imagens combinadas.
Surrealismo e fotomontagem.
2) A Fotografia como “epopeia dos novos tempos”. A imprensa ilustrada e o impacto das reportagens fotográficas. Da imagem-objecto à imagem-testemunho. Fotografia, artes gráficas e design de exposições. Lissitzky e a instauração de um discurso visual para as grandes massas. O Pavilhão da União Soviética na Exposição Internacional “Pressa” de Colónia (1928) e o Pavilhão do Deutscher Werkbund na “Exposição de Artes Decorativas” em Paris (1930).
3) A realidade e as aparências. Os poderes de persuasão da imagem fotográfica. Fotografia e propaganda. Herbert Bayer e as exposições nacional-socialistas em Berlim (1933-37). A “Mostra della rivoluzione fascista” (Roma,1932) e a “Exposição do Ano X da Revolução Nacional” (Lisboa, 1936).

Bibliografia

AAVV (2000), El Lissitzky: Para além da Abstracção, Porto: Serralves
AAVV (2006), Dada, New York: Moma
ADES, D. (1993), Photomontage, London: Thames and Hudson
AAVV (1997), Années 30 en Europe: Le Temps Menaçant 1929-1939, Paris: Musée d´Art Moderne de la ville de Paris/Flamarion
KRAUSS, R. (1990), Le photographique. Pour une Théorie des Écarts, Paris: Macula

Método de ensino

Trata-se de uma unidade curricular teórico-prática que combina, regularmente, uma componente expositiva e uma componente de debate em torno de cada um dos pontos do programa. Pretende-se assim aprofundar e consolidar os conhecimentos adquiridos e garantir o envolvimento crítico e activo dos alunos na discussão de textos de referência indicados pela docente.

Método de avaliação

A avaliação final contemplará a preparação e participação nos debates realizados nas aulas (30%) e na elaboração de um trabalho individual final (70%).

Cursos