Guia de Cursos

Queres conhecer a oferta de cursos da NOVA, nas áreas das licenciaturas, mestrados e doutoramentos?
No nosso Guia de Cursos encontras informação útil sobre Faculdades, Institutos e Escolas.
Podes ainda aceder a informações complementares necessárias a uma completa integração.

saber mais Guia de Cursos

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Decor na Antiguidade: para um sentido global de arquitetura e decoração/Decor in Antiquity: towards a global sense of architecture and decoration

Código

722061094

Unidade Orgânica

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Departamento

História da Arte

Créditos

10

Horas semanais

3 letivas + 1 tutorial

Língua de ensino

Inglês

Objectivos

1. Compreender as questões fundamentais da História da Arte Clássica e da Antiguidade Tardia;
2. Conhecer as fontes e as metodologias do estudo da arte da Antiguidade;
3. Distinguir as caracteristicas fundamentais da arquitectura da Antiguidade Clássica e Tardia;
4. Investigar a arquitectura, a escultura arquitectónica, a escultura, a pintura, o mosaico e outras produções artísticas da Antiguidade;
5. Identificar a influência das temáticas da arte da Antiguidade na produção artística medieval, moderna e contemporânea;
6. Desenvolver métodos de pesquisa inovadores e capacidade de observação para o estudo da arte da Antiguidade;
7. Aprofundar a investigação sobre a arte da Antiguidade Clássica e Tardia da Hispania ocidental (Portugal)

Pré-requisitos

Conteúdo

1. A História da Arte da Antiguidade Clássica e Tardia: Espaço, Tempo, Conceitos, Métodos e Debates
2. Fontes clássicas para a história da arquitectura e da decoração
3. O conceito vitruviano de Décor
4. A arquitectura clássica: a ideia de arquitectura; as caracteristicas da arquitectura segundo Vitruvio; materiais e técnicas de construção; urbanismo; as ordens arquitectónicas; arquitectura publica e privada
5. A arquitectura da Antiguidade Tardia: arquitectura Romana e Paleocristã; o programa de construções de Constantino; Ravena; Constantinople; tipologias paleocristãs;
6. Estudos aprofundados e investigação em arquitectura; escultura arquitectónica; escultura; pintura; mosaico; cerâmica; metais; mobiliário; joalharia; moedas e medalhas
7. A noção de arte provincial Romana: centros e periferias
8. Casos de estudo da Hispania ocidental
9. A Antiguidade digital: o estudo da arte da Antiguidade e as novas tecnologias
10. Perspectivas de investigação sobre arte da Antiguidade em Portugal

Bibliografia

GARCIA Y BELLIDO, A. (2004). Arte Romano. Colección Textos Universitarios. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Cientificas (CSIC);
GINOUVÈS, R. et MARTIN, R.( 2000). Dictionnaire Méthodique de l’Architecture Grecque et Romaine, 3 volumes. Rome: École Française de Rome;
GRABAR, André.(1966). Le premier art chrétien (200-395). L’Univers des formes. Paris:Gallimard;
KRAUTHEIMER, Richard. ( 1986). Early Christian and Byzantine Architecture. Pelican History of Art. Yale university press;
MACIEL, M. J. (2006). Vitrúvio, Tratado de Arquitectura. Translation from the Latim, Introduction and Notes. Lisboa: ISTPress;
MACIEL, M. J. (1996). Antiguidade Tardia e Paleocristianismo em Portugal. Lisbon: Author’s edition;
MARROU, H- I.(1977). Décadence romaine ou Antiquité tardive, Points Histoire, Seuil;
ROBERTSON, D. S. (1983). Greek and Roman Architecture. Cambridge: Cambridge University Press;

Método de ensino

As aulas são teórico-práticas. Os conteúdos teóricos serão desenvolvidos com recurso a imagens estimulando a capacidade de observação do aluno. Os exercícios práticos consistirão em relatórios de análise de texto e fichas de observação e descrição de imagens. De modo preferencial e, sempre que possível, realizar-se-ão visitas de estudo a museus e sítios arqueológicos privilegiando-se o contacto direto com a obra de arte.

Método de avaliação

Elementos de avaliação e ponderação:
1. Um teste escrito ( 45%);
2. Um exercício escrito (por exemplo: recensão crítica; relatórios de visitas de estudos) (10%)
3. Um trabalho de investigação (45%) (Apresentação escrita- 25%; Apresentação oral - 20 %);

Cursos