Guia de Cursos

Queres conhecer a oferta de cursos da NOVA, nas áreas das licenciaturas, mestrados e doutoramentos?
No nosso Guia de Cursos encontras informação útil sobre Faculdades, Institutos e Escolas.
Podes ainda aceder a informações complementares necessárias a uma completa integração.

saber mais Guia de Cursos

Faculdade de Ciências e Tecnologia

Engenharia Electrotécnica e de Computadores

Ciclo

Terceiro ciclo

Grau

Doutor

Percursos

Coordenador ECTS

Luís Manuel Camarinha de Matos

Coordenador

Luís Manuel Camarinha de Matos

Data de abertura

Outubro

Propinas

2750,00 Euros/ano para todos os estudantes.

Horários

Depende da modalidade de funcionamento de cada unidade lectiva. O funcionamento será acordado com cada aluno de doutoramento, ou quando o seu número exceda 10 num ano lectivo, será acordado com o conjunto de alunos do programa.

Objectivos educativos

O Doutoramento em Engenharia Electrotécnica e de Computadores (PDEEC) visa preparar investigadores com capacidade para a realização de actividade de investigação autónoma e de liderança em processos de inovação na área científica da Engenharia Electrotécnica e de Computadores, quer em ambiente universitário quer em ambiente empresarial.

Para além destes objectivos genéricos, os seguintes objectivos específicos são estabelecidos para cada uma das especialidades possíveis:   

  1. Controlo e Decisão. Desenvolver competências e capacidades para elaborar modelos matemáticos, formular, analisar e resolver problemas complexos nas áreas científicas de Controlo e Decisão, incluindo optimização, estabilidade e robustez, supervisão de processos industriais e sistemas de apoio à decisão.
  2. Electrónica. Fornecer formação avançada na área de Electrónica e do projecto de circuitos integrados, incluindo competências de investigação e desenvolvimento nesta área.
  3. Energia. Fornecer conhecimentos a nível avançado e desenvolver capacidades de investigação e projecto na área da Energia Eléctrica, incluindo IGNOREes tradicionais e alternativas (sustentáveis), e abarcando aspectos de produção, transporte, gestão e optimização.
  4. Processamento de Sinais. Desenvolver capacidades de modelação e análise de sinais (análise espectral, modelos lineares ARMA, distribuições tempo-frequência, etc.), bem como a sua aplicação em áreas inovadoras (exemplo: área de aplicações biomédicas).
  5. Redes Colaborativas Empresariais. Fornecer uma formação avançada na área de Redes Colaborativas incluindo empresas virtuais, organizações virtuais e seus ambientes de gestação, comunidades virtuais profissionais, etc. Para além destes conhecimentos teóricos e modelos de referência, visa-se a aquisição de competências de análise, projecto e gestão de novas estruturas colaborativas e suas infraestruturas tecnológicas de suporte.
  6. Robótica e Manufactura Integrada. Propiciar formação avançada na área de Sistemas Robóticos e Sistemas Integrados e Inteligentes de Manufactura, incluindo aquisição de competências de investigação e projecto em sistemas avançados de automação e robótica de serviços. Serão ainda adquiridas capacidades de análise e concepção de sistemas complexos, de características distribuídas, e com propriedades / comportamentos emergentes.
  7. Sistemas Computacionais e Percepcionais. Aquisição de conhecimentos aprofundados em temas associados ao desenvolvimento de sistemas computacionais e percepcionais incluindo aspectos ligados à modelação de sistemas complexos evolutivos com capacidade de aprendizagem, subsistemas percepcionais (exemplo: processamento de imagem com técnicas de inteligência artificial) e modelos computacionais e tecnologias de suporte ao projecto de sistemas embutidos.
  8. Sistemas de Informação Industriais. Aquisição de conhecimentos aprofundados e competências em princípios teóricos, técnicas de modelação, arquitecturas de referência, métodos de suporte à interoperabilidade, computação embutida e inteligência computacional, incluindo investigação e projecto na área de Sistemas de Informação aplicados à indústria.
  9. Telecomunicações. Dotar os alunos de conhecimentos aprofundados e competências de investigação em sistemas de Telecomunicações, incluindo arquitecturas e modelos de referência, redes, protocolos, comunicações sem fios, redes estruturadas, ad-hoc e mistas.

Para além da ênfase na realização dum trabalho de investigação original, o ciclo de estudos cobre um conjunto de aspectos vulgarmente designados por “soft skills” / ”transferable skills” e que inclui competências de comunicação e escrita técnica, liderança e gestão de tempo e recursos, promoção de parcerias e trabalho em equipa, ética científica e direitos de propriedade intelectual, organização de eventos técnicos, empreendedorismo e transferência de resultados de investigação para o tecido sócio-económico, etc.

Estrutura