Faculdade de Ciências e Tecnologia

Processamento e Valorização de Recursos Minerais

Código

10910

Unidade Orgânica

Faculdade de Ciências e Tecnologia

Departamento

Departamento de Ciências da Terra

Créditos

6.0

Professor responsável

António Carlos Gil Augusto Galhano, Joaquim António dos Reis Silva Simão

Horas semanais

4

Total de horas

110

Língua de ensino

Português

Objectivos


 

O objectivo é dotar os alunos de conceitos e técnicas avançadas na caracterização, processamento e valorização de matérias-primas minerais, nomeadamente minerais industriais (metálicos e não metálicos), rochas industriais e ornamentais.

Competências gerais: o aluno deverá ficar apto a integrar equipas de projecto que desenvolvam estudos de concepção e implementação de centrais de processamento, beneficiação e acabamento daquelas matérias-primas. Entre outras, ficará habilitado para desenvolver as seguintes competências específicas:

- Reconhecer a importância das várias matérias-primas e produtos minerais finais segundo uma perspectiva económica e ambiental.

- Utilizar equipamentos e executar ensaios para controlo técnico de minerais industriais (metálicos e não metálicos), rochas industriais e ornamentais e interpretar os resultados. Gestão de laboratórios que promovam estes ensaios de qualidade.

- Recomendar a utilização adequada de tipos variados de rocha industrial e ornamental; realizar estudos de caracterização da alteração de rochas e sugerir/implementar medidas para a sua prevenção e conservação

- Ter uma prática laboratorial que lhe permitirá conhecer e analisar várias propriedades e modo de execução para determinar as mesmas, dos materiais referidos.

Pré-requisitos

Mineralogia, Petrologias, Rochas Industriais e ornamentais, Tecnologia de Pedreiras.

Conteúdo

 

Identificação dos principais minerais constituintes de mineralizações metálicas e não metálicas: estudos em amostras de mão e ao microscópio petrográfico (observações com luz transmitida e reflectida). Minerais industriais de interesse económico - sua importância, beneficiação, propriedades e modos de aplicação.

Caracterização mineralógica, petrográfica e química de rochas industriais e ornamentais. Caracterização tecnológica, propriedades físicas e mecânicas. Normas de referência. Ensaios de alteração e estudos de alterabilidade.

Aplicação de rochas industriais e ornamentais nas utilizações mais comuns. Técnicas de acabamento e indicação de uso apropriado, produtos comercializados. Alteração das rochas: avaliação, controlo e restauro.

Tratamento mineralúrgico de substâncias minerais. Centrais de processamento por via seca e via húmida (a observar em eventuais visitas de estudo).

Cominuição (britagem e moagem) e classificação das várias fracções. Análise e construção de uma curva granulométrica. Introdução aos métodos de separação. Processamento de rejeitados e tratamento de águas residuais. Normalização de produtos. Controlo e mitigação do impacte ambiental destas instalações.

Mercado dos minerais industriais (metálicos e não metálicos), de rochas industriais e de rochas ornamentaisem Portugal. Análise de dados estatísticos relacionados com o seu valor económico e estratégico, reservas, exploração, produção e consumo.

Bibliografia

 [1] Barry Wills, Mineral Processing Technology, Butterworth-Heinemann, 1997, ISBN: 0-7506-2838-3, 272 p.

[2] Gomes, Celso (1986) - Argilas, o que são e para que servem. Edição da Fundação Caloust Gulbenkian, 457 pp.
[3] Manning, D. (1995) - Introduction to Industrial Minerals. Chapman & Hall, London, 276pp.
[4] Moura, A.C. (2000) – Granitos e Rochas Similares de Portugal. Publ. do Instituto Geológico e Mineiro. Marca–Artes Gráficas, Porto.
[5] Velho, José Lopes (2005) - Mineralogia Industrial, Princípios e aplicações. Lidel-edições técnicas Limitada, 606 pp.

[6] Kelly, Errol & Spottiswood, David (1982) - Introduction to Mineral Processing. John Wiley and Sons, New York.

Método de ensino

Visitas técnicas a empresas nacionais de extracção e beneficiamento de minerais e rochas industriais metálicos e não metálicos e de rochas ornamentais.

Noções sobre processamento e valorização destes recursos com base em aulas teórico-práticas.

Método de avaliação

 

Ponderação

Avaliação

35%

1º  teste

35%

2º  teste

30%

Relatório das visitas de estudo e de trabalho laboratorial

 

 

 

Não há nota mínima nos diferentes momentos de avaliação.

Não há melhorias dos diferentes momentos de avaliação. Serão efetuadas sobre toda a matéria lecionada, prática e teórico-prática.

As visitas de estudo são obrigatórias.

O Exame de Recurso  contém toda a matéria teórica e prática.

Cursos