Guia de Cursos

Queres conhecer a oferta de cursos da NOVA, nas áreas das licenciaturas, mestrados e doutoramentos?
No nosso Guia de Cursos encontras informação útil sobre Faculdades, Institutos e Escolas.
Podes ainda aceder a informações complementares necessárias a uma completa integração.

saber mais Guia de Cursos

Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier

Comunicação de Ciência

Ciclo

Segundo ciclo

Grau

Master

Coordenador

António Granado (FCSH) e Ana Sanchez

Data de abertura

Setembro de 2015

Número de vagas

20

Propinas

Brevemente disponível

Horários

Pós-laboral

Objectivos educativos

Mestrado em associação entre a FCSH/NOVA e o ITQB/NOVA.
O défice de cultura científica em Portugal tem sido unanimemente reconhecido. Apesar dos progressos claros da comunidade científica, a ciência que se faz em Portugal não passa para a comunidade que a financia, quer porque as instituições não a comunicam, quer porque os meios de comunicação não têm profissionais qualificados para fazer uma cobertura consistente dessa área tão importante para a sociedade.
Nesta perspetiva, e pensando como objetivo último o de aumentar a cultura científica na sociedade em geral, o Mestrado em Comunicação de Ciência tem três objetivos principais:
a. Criar a consciência da importância da comunicação de ciência e tecnologia, numa sociedade cada vez mais dependente da ciência;
b. Entusiasmar futuros profissionais da comunicação e educação pelas comunicação da ciência nas suas várias vertentes;
c. Estabelecer a comunicação de ciência como parte integrante da realidade das instituições portuguesas, dotando-as de profissionais especializados nesta área.

No termo deste ciclo de estudos, os estudantes deverão:
a. reconhecer a importância de contribuir para aumentar a literacia científica da sociedade e as principais formas de o fazer;
b. distinguir as características do processo científico que tornam essencial uma especialização na sua comunicação;
c. ser capazes de desenvolver planos de comunicação adequados a diferentes públicos-alvo: através dos media, em escolas e centros/museus de ciência, e a partir de instituições de investigação e desenvolvimento.

Condições de acesso

1) Conforme o disposto no n.º 1 do artigo 17 do DL n.º 74/2006, republicado pelo DL 115/2013.
2)Os candidatos que reúnam as condições de natureza académica e curricular expressas no número 1 do presente artigo serão selecionados e seriados tendo em atenção os seguintes critérios:
a) Classificação de licenciatura;
b) Currículo académico e científico;
c) Currículo profissional;
d) Eventual entrevista.

Requisitos para obtenção do grau ou diploma

Duração: 3 semestres
Créditos totais: 93 créditos (60 em unidades curriculares + 33 na componente não letiva)
Modalidades de componente não letiva: Dissertação,Trabalho de Projeto ou Estágio com Relatório.

Acesso a outros cursos

Ciclo de estudos conducente ao grau de doutor.

Regras de avaliação

1) Não existem precedências obrigatórias.

2) Ao diploma de pós-graduação é atribuída uma classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do diploma de pós-graduação é a média, por crédito, das classificações obtidas nas unidades curriculares em que o aluno realizou os 60 créditos da componente curricular do mestrado. Ao grau de mestre é atribuída a classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do grau de mestre será a média da classificação final da componente curricular do curso, com o peso de 40%, e da classificação atribuída à dissertação, ou ao trabalho de projeto ou ao estágio com relatório, com o peso de 60%.

Estrutura