Investigadores da NOVA estudam origem do feijão português

Valor nutricional, sabor e resistência a doenças tornam o feijão português único. 

Imagem ilustrativa do feijão português do estudo realizado por investigadores do ITQB NOVA

Investigadores do Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier da Universidade NOVA de Lisboa, em conjunto com colaboradores do INIAV e da Universidade de Zagreb, concluíram que o feijão português tem características genéticas únicas que poderão contribuir para a sua valorização no mercado nacional.

Os resultados publicados na revista Frontiers in Plant Sciences revelam que o feijão português dispõe de um valor nutricional, sabor e resistência a doenças que o distinguem de outras espécies. Esta conclusão poderá contribuir para a economia portuguesa, tendo em conta que apesar do feijão representar 75% do consumo total de leguminosas em Portugal, apenas 9.4% é de origem nacional.

Carlota Vaz Patto, investigadora responsável por este estudo, assegura ainda que estes resultados vão permitir a valorização do feijão português na comunidade científica mundial.

Leia o artigo completo sobre este estudo no site do ITQB NOVA.