Investigação distinguida com bolsa ERC revela primeiras conclusões | Universidade NOVA de Lisboa

Investigação distinguida com bolsa ERC revela primeiras conclusões


Carla Fernandes, investigadora do Centro de Linguística da UNL (CLUNL/FCSH) apresentou, após anos de estudo do trabalho do coreógrafo João Fiadeiro e o seu Método de Composição em Tempo Real, os resultados do projeto Blackbox no dia 6 de junho de 2016.

Segundo a equipa do projeto, o objetivo principal é dar a conhecer "o trabalho de um grupo multidisciplinar de investigadores interessados em perceber os processos mentais e de tomada de decisão durante o processo de composição de uma performance artística". O projeto – então em fase preliminar – foi recompensado, em 2013, com a Starting Grant do prestigiado European Research Council (ERC), no valor de 1,4 milhões de euros. Esta foi a primeira vez que este tipo de incentivo foi atribuído em Portugal na área da Linguística Cognitiva, em interseção com as Artes Performativas e os media digitais.

O evento, que teve começo às 15 horas no Espaço Gaivotas6, contou com a intervenção de Carla Fernandes (coordenadora do projeto), João Fiadeiro (coreógrafo) e Vito Evola (investigador em linguística cognitiva), entre outros. No final, João Fiadeiro encerrou o programa com a performance "I am (not) here".

Blackbox é um programa de investigação do CLUNL que tem como objetivo analisar "as estruturas conceptuais específicas dos artistas, cruzando as abordagens empíricas dos criadores contemporâneos com teorias da comunicação multimodal, estudos da performance e tecnologias de visualização". O propósito é também o de "documentar e divulgar os processos de composição de uma performance artística, baseando-se em casos específicos de coreógrafos nacionais", afirma-se no projeto.

A apresentação foi aberta ao páblico em geral interessado em artes performativas, incluindo artistas e investigadores.

Veja o programa

atualizada 7.junho.2016