pixel 2ª Conferência NOVA/USP coloca Medicina de Precisão no topo da agenda académica | Universidade NOVA de Lisboa

2ª Conferência NOVA/USP coloca Medicina de Precisão no topo da agenda académica

Incluído nas celebrações do 90º aniversário da USP, o encontro reuniu especialistas e investigadores de ambas instituições.  

Num passo significativo para fortalecer a colaboração académica internacional, a Universidade de São Paulo (USP) e a Universidade NOVA de Lisboa (NOVA) realizaram o seu segundo encontro anual – desta vez, centrado no interface da saúde, medicina, informática e ciências de dados.

"No seguimento das iniciativas para o estabelecimento de uma parceria estratégica entre a NOVA e a USP, o encontro deste ano aconteceu em São Paulo e foi muito útil ao permitir aos investigadores das duas universidades traçar estratégias e prioridades no que toca à Medicina de Precisão e Inteligência Artificial, o que nos abre portas para novos projetos conjuntos com grande relevância nessas áreas", sublinhou o vice-reitor da NOVA João Amaro de Matos, que tutela a área do Desenvolvimento Internacional da Universidade. 

Uma parceria que, segundo salientiou, entretanto, o Jornal da USP, foi igualmente elogiada pelo seu Reitor Carlos Gilberto Carlotti Júniior: “Temos investido em projetos que fomentem a internacionalização da Universidade para aprimorar a qualidade das pesquisas desenvolvidas e a formação de nossos alunos. Esse é o propósito de nossa relação com a Nova de Lisboa, que esta parceria seja duradoura. Queremos estender essa colaboração também para a criação de programas de mobilidade e oferecimento de disciplinas em conjunto”.

A agenda do evento, que contou ainda com a participação de Isabel Rocha, Vice-Reitora para a Investigação e Inovação da NOVA, e outros nomes proeminentes da USP, como os Professores André Carlos Ponce de Leon Ferreira de Carvalho e Roger Chammas, incluiu ainda uma série de outras apresentações, proporcionando uma plataforma para que especialistas de ambas as universidades partilhassem conhecimentos e explorassem futuras vias para investigação conjunta em áreas relevantes da saúde, medicina e biomedicina - como foi o caso das apresentações feitas por João Conde, da NOVA Medical School e Joao Leite, da NOVA FCT. 

Como parte do acordo de colaboração estratégica mais amplo entre a USP e a NOVA, esta cimeira anual alterna entre Lisboa e São Paulo. A reunião inaugural, que decorreu em setembro passado em Lisboa, focou-se na sustentabilidade e coincidiu com os 50 anos da NOVA. O enfoque deste ano na IA e medicina de precisão alinha-se com as prioridades emergentes na saúde global, refletindo o compromisso das universidades em abordar desafios científicos e médicos contemporâneos.