pixel Elvira Fortunato | Universidade NOVA de Lisboa

Elvira Fortunato

Elvira Fortunato Vice-reitora da Universidade Nova de Lisboa
Coordena a área de Investigação

 

Elvira Fortunato é Vice-reitora da Universidade NOVA de Lisboa, onde coordena a área de investigação desde 2017.

A professora Catedrática no Departamento de Ciência dos Materiais da FCT NOVA é também Diretora do Laboratório Associado Instituto de Nanomateriais, Nanofabricação e Nanomodelação.

Entre 2015 e 2020, integrou o grupo de sete investigadores do Mecanismo de Aconselhamento Científico da Comissão Europeia para apoiar as decisões da Comissão Europeia com base na evidência científica. Desde 2010 que integra a Chancelaria das Ordens Honoríficas de Portugal, a funcionar junto da Presidência da República.

É pioneira na investigação europeia sobre eletrónica transparente utilizando materiais sustentáveis e tecnologias amigas do ambiente. Em 2008, na primeira edição das bolsas do Conselho Europeu de Investigação (European Research Council - ERC), obteve uma Advanced Grant com o projeto INVISIBLE, considerado pela Comissão Europeia uma história de sucesso. No mesmo ano demonstrou com o seu grupo a possibilidade de fazer o primeiro transístor de papel, iniciando um novo campo na área de eletrónica de papel. Em 2018, recebeu a segunda Advanced Grant com o projecto DIGISMART. Recentemente e no seguimento dos resultados exploratórios do projecto DIGISMART, conseguiu a terceira bolsa ERC, desta vez uma Proof of Concept com o projeto “e-GREEN: Da floresta para a Eletrónica Verde”, centrado na exploração de materiais e tecnologias amigas do ambiente e de baixo custo.

Em 2022, integrou o grupo de 27 mulheres inspiradoras da Europa, eleitas pela atual Presidência Francesa da União Europeia.

Com mais de 800 publicações científicas, recebeu nos últimos anos mais de 30 prémios e distinções internacionais pelo seu trabalho, sendo de destacar a condecoração com o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique o Navegador, pelo Presidente da República em 2010, a Medalha Blaise Pascal em 2016, o Prémio Czochralski em 2017, o Prémio Pessoa de 2020, o Prémio Horizon Impact da Comissão Europeia em 2020 com o projecto INVISIBLE, o Prémio da Federação Mundial da Ordem dos Engenheiros: WFOE GREE AWARD Women em 2020, o Prémio Estreito de Magalhães do Governo do Chile em 2020, o prémio de Inovação em Materiais 2021 concedido pela FEMS e o Prémio dos Direitos Humanos concedido pela Assembleia da República em 2021.

É membro eleito da Academia de Engenharia, Academia Europeia das Ciências, Academia das Ciências de Lisboa e Academia Europaea. Integra o Conselho de Curadores da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento desde 2014.

Coordenou vários projetos nacionais e internacionais sendo de realçar a sua atividade pioneira na Universidade NOVA de Lisboa na área da igualdade de oportunidades através do projeto SPEAR, uma plataforma europeia de apoio e implementação de planos para a igualdade de género em instituições do ensino superior.

(atualizado em março 2022)