pixel 25 de Abril na NOVA: A Liberdade também passa por aqui  | Universidade NOVA de Lisboa

25 de Abril na NOVA: A Liberdade também passa por aqui 

A Universidade NOVA de Lisboa associa-se às comemorações dos 50 anos da vida em democracia, em Portugal. Confira o calendário de eventos e junte-se à festa! 

  • Ao longo de todo o ano 

Roteiro Salgueiro Maia, o jovem cidadão 

Em torno da figura imortalizada no mural do campus da Avenida de Berna, a NOVA FCSH faz a festa com todos, destacando-se as autarquias de Lisboa, Castelo de Vide e Santarém – localidades ligadas ao itinerário de Maia – e o Exército. É neste “Roteiro Salgueiro Maia, o jovem cidadão” que está incluído o programa “Escola Prática para a Cidadania”, iniciativa onde membros da faculdade colocam as competências de investigação, formação, design e produção de exposições ao serviço da esfera pública, no espírito de uma ciência cidadã.  

Um calendário de atividades muito dinâmico, que pode consultar aqui. 

 

JANEIRO 

  • 17 JAN 

50 semanas, 50 livros 

No ano em que se celebram 50 anos do 25 de abril, a Biblioteca da NOVA FCT dá destaque a livros proibidos e a livros sobre a Liberdade. Durante 50 semanas, partilharemos 50 livros. 

Confira aqui as sugestões: 50 Livros para a Liberdade | Biblioteca FCT/UNL 

 

FEVEREIRO 

  • 15 FEV – 29 ABRIL  

Exposição | A Liberdade está a passar por aqui 

Nos anos que se seguiram à Revolução de 1974, a arte desceu à rua: patente na biblioteca da NOVA FCT, é uma exposição que pretende aludir aos murais revolucionários pintados ao longo dos anos em várias cidades, vilas e aldeias portuguesas – e em todos os lugares onde se sentia a dinâmica de uma sociedade que exigia uma mudança de costumes, hábitos e políticas.  

Mais informação: Exposição | A Liberdade Está a Passar Por Aqui (bibliotecaunl.blogspot.com) 

 

MARÇO 

  • 1 MAR 

Podcast Universidade e Revolução 

Série dedicada ao passado de resistência à ditadura de cinco personalidades ligadas à génese da NOVA FCSH. Ao longo de cinco episódios são entrevistados antigos alunos dos historiadores A.H. de Oliveira Marques, Vitorino Magalhães Godinho, e José Medeiros Ferreira, o filósofo e cientista político Mário Sottomayor Cardia, e o jornalista Mário Mesquita. Segundo a organização, trata-se de um conjunto de vultos que “deixaram uma marca decisiva na resistência à ditadura e na construção da democracia, assim como nos anos fundacionais da faculdade que iniciou a sua atividade no ano letivo de 1977-78.  

Episódios já disponíveís aqui:  Universidade e Revolução | Podcast on Spotify 

 

  • 1 – 8 MAR 

Festival Periferias 

Dedicado este ano ao 25 de Abril e à ligação entre arte e resistência, terá a sua abertura no auditório da Reitoria, no âmbito de uma parceria com o Núcleo de Estudantes Africanos da FCSH e o programa NOVA Cultura. A performance da reputada coreógrafa de origem ruandesa Dorothée Munyaneza abraça temas estratégicos para este ano de celebrações: inclusão, memória, resistência e o papel da mulher. 

 

  • 22 MAR – 30 MAIO 

Chaimite na esplanada 

O icónico veículo que teve um papel histórico na Revolução vai agora ter um lugar de destaque na esplanada da NOVA FCSH. Entrada livre. 

 

ABRIL 

  • 8 ABRIL 

XVI Concurso de Fotografia da NOVA 

Último dia para quem quiser enviar trabalhos para o concurso que este ano convida a comunidade estudantil a celebrar a Liberdade. Mais informação aqui 

 

  • 8 ABRIL

Em Abril, cravos mil!

Este mês, vamos encher os muros da NOVA FCSH com cravos: convidamos toda a comunidade a deixar a sua marca celebratória dos 50 anos de democracia nos muros da faculdade, com uma pintura em stencil. Repete dia 15 e dia 22, sempre entre as 10h30 e as 12h30. Mais informação no site da NOVA FCSH

 

  • 25 ABRIL 

Concerto “25 de Abril, 50 anos”  

No dia 25 de Abril, no Pavilhão Paz e Amizade de Loures, a NOVA participa num grande concerto comemorativo através da colaboração, estabelecida pela NOVA Cultura, entre o CESEM-FCSH, a Embaixada do Brasil e a própria Metropolitana – chama-se Acordai e tem toda a informação aqui.  

Integra o programa um arranjo inédito, encomendado pelo CESEM e pela NOVA Cultura, de Tanto Mar, de Chico Buarque e uma composição inédita do compositor brasileiro Guilherme Ripper, encomendada pela Embaixada do Brasil no âmbito desta colaboração. O Coro dos alunos de Ciências Musicais da NOVA FCSH integrará o espetáculo, que conta com um coro participativo, executando "Tanto Mar". 

 

MAIO 

  • 11 MAIO 

Espetáculo Mais Alto! 

Trata-se de um concerto para jovens sobre a canção de protesto. O espetáculo Mais Alto!, um concerto comentado criado pela primeira vez pelo LU.CA - Teatro Luís de Camões e integrado posteriormente nas comemorações do 25 de Abril, vem ao Auditório da NOVA no dia 11 de Maio, às 16h.   

O repertório inclui José Afonso, José Mário Branco, Sérgio Godinho, etc., interpretado por músicos da nova geração como Francisca Cortesão ou Afonso Cabral e comentados por Isabel Minhós Martins.  

 

  • 15 de MAIO 

Filhos da Revolução: Banda Sinfónica do Exército e Júlio Resende Fado Jazz Ensemble 

Auditório da Reitoria da NOVA 

O auditório da Reitoria acolhe um concerto do Júlio Resende Fado Jazz Ensemble com a Banda Sinfónica do Exército organizado pela NOVA FCSH, com o apoio do Programa Nova Cultura, do Exército Português, das Câmaras Municipais de Lisboa, Castelo de Vide e Santarém, bem como da Junta de Freguesia das Avenidas Novas e do INATEL, dedicado à riqueza musical portuguesa e à evocação da revolução do 25 de Abril. 

Os bilhetes são gratuitos e já estão disponíveis nas portarias da Av. de Berna e do Colégio Almada Negreiros.

Mais informação aqui

 

  • 23 – 25 MAIO 

Festival Causa Efeito 2024  

Subordinada ao tema Liberdade, a segunda edição deste Festival dedicado à música de improvisação, organizado pelo Programa NOVA Cultura com curadoria do programador Pedro Costa, conta com o apoio da NOVA FCT (através do seu American Corner, para a vinda de um músico americano) e integra a reunião anual do Board da organização internacional European Jazz Network. 

Mais informação aqui

 

JUNHO 

  • 2 DE JUNHO 

Concerto de homenagem ao Maestro Francisco D'Orey, com a participação de vários corais a que esteve ligado e com destaque para o seu legado na cena musical portuguesa dos anos da Revolução. Organizado pelo Centro de Documentação José Mário Branco, com apoio da NOVA Cultura, decorre no auditório da Reitoria.