pixel Qualidade do Ensino | Universidade NOVA de Lisboa

Qualidade do Ensino

Monitorização da Qualidade do Ensino-Aprendizagem - ano letivo 2018/2019

Até ao ano letivo de 2017/2018, a NOVA tinha em funcionamento o Sistema Interno de Garantia da Qualidade do Ensino (SGQE), único e transversal a todas as Unidades Orgânicas (UO), abrangendo o domínio de Ensino-Aprendizagem (EA). O novo Sistema Interno de Monitorização e Avaliação da Qualidade da NOVA (NOVA SIMAQ)  compreende também os demais domínios: Investigação e Desenvolvimento, Criação de Valor, Internacionalização e Colaboração Interinstitucional e com a Comunidade. Assim, o ano letivo de 2018/2019 foi um ano de transição, quer no que respeita à revisão de vários instrumentos da Qualidade, quer quanto à sua implementação nas UO, entre os quais o questionário sobre a perceção dos estudantes acerca do funcionamento das unidades curriculares (UC). O respetivo relatório global anual da NOVA  - ano letivo 2018/2019 apresenta o resumo dos principais resultados da inquirição aos estudantes. 
Em 2018/2019, foi inquirido o número total de 2 576 UC. Na figura 1 apresenta-se a distribuição das UC inquiridas, por nível de estudos (1.º ciclo, 2.º ciclo e Mestrados Integrados (MI).


Figura 1. Número de UC inquiridas por nível de estudos

Relativamente à taxa de resposta (número de respostas às questões do inquérito / número total de estudantes inscritos na UC), verificou-se, face ao ano letivo anterior, uma diminuição da mesma em todos os níveis de estudos, com uma descida mais evidente ao nível do primeiro ciclo. No que diz respeito à taxa de resposta dos estudantes de MI e 2.º ciclo, apesar do ligeiro aumento que se tinha verificado no ano letivo 2017/2018, também desceu ligeiramente no ano letivo em análise, conforme se apresenta na figura 2. 


Figura 2. Evolução da taxa de resposta por nível de estudos

O foco de análise das UC incidiu na verificação, por um lado, daquelas que apresentavam funcionamento inadequado e, por outro, das que evidenciavam satisfação global elevada.

A percentagem de UC que evidenciaram funcionamento inadequado em 2018/2019 (Figura 3), diminuiu, no último ano letivo, no total dos níveis de estudos, de 6,6% para 5,6%, ou seja 115 UC inadequadas em 2041 UC apuradas (UC inquiridas cuja caraterização da resposta se situou acima de um limiar mínimo de representatividade), tendo sido na questão relativa à satisfação global percecionada que se registaram mais avaliações consideradas baixas. No ano letivo anterior, tinham-se verificado 146 UC inadequadas em 2210 UC apuradas (6,6%).

A percentagem de UC com funcionamento inadequado recorrente (UC com funcionamento inadequado no último ano letivo e também em pelo menos um dos dois anos letivos anteriores) é superior nos MI, seguida dos primeiros e dos segundos ciclos, conforme se apresenta na figura 3.


Figura 3. Percentagem de UC com funcionamento inadequado / UC apuradas, por nível de estudos

Em relação à satisfação global percecionada com o funcionamento das UC, ocorreu, em 2018/2019, uma evolução muito positiva das avaliações consideradas elevadas (Figura 4), passando de 30% (662/2210) para 42,6% (869/2041). A percentagem de UC com funcionamento de satisfação global elevada recorrente (UC com funcionamento de satisfação global elevada no último ano letivo e também em pelo menos um dos dois anos letivos anteriores) foi sensivelmente igual nos primeiros e segundos ciclos, e traduziu-se em cerca de metade deste valor nos MI, conforme se apresenta na figura 4.


Figura 4. Percentagem de UC com elevada satisfação global com o funcionamento /
UC apuradas, por nível de estudos

Do ponto de vista global da NOVA em 2018/2019, conforme se apresenta na figura 5, face ao número de UC em funcionamento, é de destacar a evolução geral muito positiva em relação ao ano letivo anterior, com a percentagem de UC com funcionamento de satisfação global elevada a crescer de 21,9% para 30,7%, e a de UC com funcionamento inadequado a diminuir de 4,8% para 4,1%. Pode-se verificar também que 94,4% das UC apuradas não foram percecionadas como tendo funcionamento inadequado.


Figura 5. Distribuição percentual das UC em funcionamento no ano letivo de 2018/2019

Relatórios de anos anteriores

Relatório global anual do ano letivo 2015-2016

Relatório global anual do ano letivo 2016-2017

Relatório global anual do ano letivo 2017-2018